Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘tradução’

perene

há um rosto – vago –
gravado na minha rotina
um gosto saudoso
na ponta de todo dia
gestos que – penso –
conheço
como a palma de meus percalços
e faço dessas lembranças
poesia sem tino
escrita nas linhas baças
do meu desatino diário

quisera um solene basta
ao pé do olvido

perenne

hay un rostro – vago –
grabado en mi rutina
un gusto nostálgico
en la punta de todos los días
gestos que – pienso –
conozco
como la palma de mis percances
y hago de esos recuerdos
poesía sin tino
escrita en líneas apagadas
de mi desatino diario

quisiera un solemne basta
al pie del olvido

[poema: valéria tarelho
tradução: lorenzo pelegrin]

Anúncios

Read Full Post »

bluevelvet

Read Full Post »

O homem certo
decerto não é esse
que amo a torto e a direito
com todos os seus efeitos

O homem a contento
por certo não é esse
que favoneia carícias
nos anéis de meus cabelos

Esse é o homem incerto
inserto em mim como um vício
ou um defeito genético

Esse é o homem inverso
revés do vento brando que invento
– Zéfiro ao avesso –

em XV antologia poética Hélio Pinto Ferreira, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo – SJCampos

em Escritoras Suicidas – ed 8 | jul/06

em DNA, edição da autora e do fanzine PNOB – 2005

Reverso

El hombre cierto
de cierto no es ese
que amo a torcido y derecho
con todos sus efectos

El hombre que contenta
por cierto no es ese
que dispensa caricias
en los anillos de mis cabellos

Ese es el hombre incierto
inserto en mi como un vicio
o un defecto genético

Ese es el hombre inverso
revés del viento blando que invento
– Zéfiro al reverso –

© Valéria Tarelho
tradução de Lorenzo Pelegrin

Read Full Post »

súplica

tenho dois olhos
[mudos ]
que se recusam
a ver o óbvio

uma boca
[cega]
que se nega
a dizer adeus

um coração
que pensa
uma cabeça
que pulsa

e estas mãos
[descalças]
ajoelhadas
a teus pés

em Antologia Poetas do Brasil vol. 3 – ano 2006
do Proyecto Cultural Sur/Brasil

publ. no jornal O Casulo, nº 10, dez/08

Read Full Post »