Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘prazer’

segui seu conselho
:
aparei as unhas
do vício
que arranha
seus conceitos

aceito
seu jeito de domar amar
sem vestígios

uma dúvida
:
devo extrair os caninos
que traíram seu siso?

Anúncios

Read Full Post »

[sem título]

lenta
      súbita
gritante
      muda
evidente
      oculta
ardente
      tímida
seca
      úmida

?

desconheço
que tipo de visita
[íntima]
me arquiteta a morte
iminente em teus

minos braços
dédalos dedos
labirinto lábio

em Escritoras Suicidas
ed. 24 | março/2008

Read Full Post »

nasci
de um pingo [bêbado]
no i
que, trôpego, foi ao chão
e gerou ponto de exclamação
!
quem me vê assim
ereta & sóbria
equilibrista
da esquina do zelo
ignora dois pontos
:
prostituo a escrita
masturbando egos
pelos becos do verso

e bebo todas
pra esquecer os erros
que, ato contínuo, vomito
via meus dedos

[não nego que gozo
quando escrevo]

em Escritoras Suicidas
ed. 29 | ago/2008

Read Full Post »

siameses

somos os mais íntimos
os mais enigmáticos

mesclamos nossas peles
com a pleura da palavra
somos sílabas singulares
sem sofismas plurais

somos os mais cúmplices
parecemos os mais complexos
possuímos o mesmo álibi

o teu veneno é mel
o meu tanino é céu

meu e teu o suor sob
um sol de meia-noite
teu e meu o soro sobre
o húmus dos insones

só nosso
o endereço do segredo
confinado em um quarto
crescente
[fonte das sedes
foco das fomes
fólio de sucessivas mortes]

e mudos e desnudos
e completos
seguimos rumo
ao cimo do sigilo

pátria dos prazeres
secretos

solo do intraduzível

língua onde nós
nos confundimos

em Escritoras suicidas,
ed. 11 | out/06

Read Full Post »