Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘olhar’

a olho nu

meu olho, quando mergulha em teu olho, não vê: contempla.
é um ver mais nítido, que se admira ante achados e pedidos no fundo cristalino.
é um [m]olhar de êxtase, imerso nas transparências que a menina do teu olho vai despindo.

 
Valéria Tarelho

publicado no Livro da Tribo 2012/2013, Ed. da Tribo

Read Full Post »

camaleônico II

eu
no seu olho
nítida

[e antes
do instante
invertida]

eu tímida
investida
de nova
espera

[de nove
horas
despida]

eu úmida
no seu chove
não molha
diluída

[na língua ambígua
do seu camaleolho
eu

traduseduzida]

 

 

valéria tarelho

Read Full Post »

camaleônico

indeciso teu olhar de indecifrável cor. olha-me oliva, mira mel, fita furta-cor. vê?
azeita, quando não azeda. em todos os sentidos, mela. ora verde de não dar bandeira. ora âmbar, que dá liga. alguma trela.
ambígua tua íris colorida de ambos tons. mescla de musgo e folha seca. amaretto di amore. licor de menta. tea, quando [os]tenta o disfarce erva-mate com um truque toque cinnamon. suave, mente. omite, en passant.
mítico. mimético. enigmático. a seduzir o pigmento de meu olho. nu.

 

 

valéria tarelho

publicado no Livro da Tribo 2013/2014, Ed. da Tribo [lançado em outubro/2012]

Read Full Post »

topázio esse seu olho pedra úmida. lápis-lazúli. safira. água-marinha. impreciso humor de gemas. ímã que me suga via íris.
sonho oceanos. voo céus. viajo bocas. anos-luz em sua busca.
rastejo por um beijo que tivesse um blue. serpenteio anis delicadezas.
velvet. organza. voal. papel de seda. um toque tafetá. turquesa.
wide sargasso sea. deseo piscina. sede hortência.
à ana c : ceda.
sangre azul.

 

valéria tarelho

* os trechos um beijo que tivesse um blue e wide sargasso sea foram retirados de poemas de ana cristina cesar, do livro ‘a teus pés’.
** impreciso humor de gemas – os olhos de meu pai, que eram, ora azultodosostons, ora verde-água, conforme o humor.
*** deseo : o perfume do texto.
**** título a la caetano.

Read Full Post »

vertente

você oscila
entre o azul-morto-de-fome
e a sede-verde-jade

enquanto isso
esse meu olho
meio amargo
meio ao lente
se derrete

verte rimas
transparentes

 

 

valéria tarelho

Read Full Post »