Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘medo’

day after

minha fuga
do brilho nos olhos
é pânico
da penumbra
que c(h)egará
tomorrow

em Escritoras Suicidas
ed. 12 | nov/2006

Anúncios

Read Full Post »

antes
a insônia

era o peso

sono:
desejo branco

brando relevo
no véu
da névoa
[noiva
– pudica –
do orcus
negro]

irrelevante
o grafite
cal[ma]
virgem
onde erige
a noite núpera

[núpcias
às portas
da morte]

nada mais
absurdo
que a luz
além do muro
nada mais
lúcido
que há pez
absoluto

agora
o sono
crê [criança]
em levez
na balança

só mede
o medo lúdico
de amanhecer
para o recreio

te sonho amor
no descuido
do pesadelo

em Escritoras Suicidas,
ed. 12 | nov/2006

Read Full Post »

cor de rosa choque

cheia de indiretas
indiscreta [na medida]
ousada [e daí?]
se preciso vou à luta
armada de meu veneno
:
inócuo para uns
estonteante para poucos
letal para quem for louco
de pisar em mim

[no fundo camuflo
um puta medo
de ser feliz]

Read Full Post »

so(m)bra

meu corpo
projeta vultos
do que fomos:

projetos incultos,
sobras obscuras,
escombros,
passado morto…

quando te pressinto
tão íntimo,
que dentro;
tão incontido,
que transborda,
me assombro.

também sinto medo
quando percebo sua sombra
batendo à minha porta
e a atendo.

no livro D.N.A.,
edição da autora e do Fanzine PNOB, 2005

em Escritoras Suicidas
ed. 12 | nov/2006

Read Full Post »

apocalíptico

pensar no fim
não me apavora
o que me aflige
é este durante
insignificante
é este agora oba-oba
[não o antes de nós
nem o vazio do depois]
é este instante medonho
em que meu castanho-insônia
vela o sono
do teu azul-dormente
e a ele se rende quando desperto

tenho coragem para encarar o fim de perto
mas este momento — cruz-credo —
mete medo!

em Escritoras Suicidas
ed. 12 | nov / 2006

Read Full Post »