Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cor’

topázio esse seu olho pedra úmida. lápis-lazúli. safira. água-marinha. impreciso humor de gemas. ímã que me suga via íris.
sonho oceanos. voo céus. viajo bocas. anos-luz em sua busca.
rastejo por um beijo que tivesse um blue. serpenteio anis delicadezas.
velvet. organza. voal. papel de seda. um toque tafetá. turquesa.
wide sargasso sea. deseo piscina. sede hortência.
à ana c : ceda.
sangre azul.

 

valéria tarelho

* os trechos um beijo que tivesse um blue e wide sargasso sea foram retirados de poemas de ana cristina cesar, do livro ‘a teus pés’.
** impreciso humor de gemas – os olhos de meu pai, que eram, ora azultodosostons, ora verde-água, conforme o humor.
*** deseo : o perfume do texto.
**** título a la caetano.

Read Full Post »

magenta

meu carma
meu carmim
choque
azul-carmesim

pigmenta-me
púr_
pura

viole[n]ta-me

maravilha-me
cor
filha da fúcsia

 

 

valéria tarelho

publicado no Livro da Tribo 2012/2013, Ed. da Tribo

Read Full Post »

bastaria
teu corpo
ondulando
de encontro
a minha
loucura

seria
íntimo-blue
o tom da pintura
dessa hora nua
:
vestida de vaga
brancura

em Escritoras Suicidas, ed. 5, abril/2006

poema escrito para um projeto em parceria com o artista plástico Paulo Medeiros (Viseu-Portugal): http://www.paulomedeiros.net/sala7.htm

Read Full Post »

azul-farne

ele tem
um olhar
azul-taful
que arde em
meu mar
de saudade

ele vem
com contrastes
nas nuances
azul-leneu
azul-heu
azul-sandeu

ele está
ao meu alcance
usando o disfarce
azul-quase-teu

ele: esse
azul-cinzel
azul-encarne
azul-meu-céu

navalha na carne

em Escritoras Suicidas
ed. 5 ! abril/2006

Read Full Post »

happy hour

há uma hora azul
permeando de poesia
minha existência cinza;
uma hora hortênsia
que se abre em fins de tarde
(maybe in my mind)

existe
(I think)
esse instante celeste
ornando de safira
o meu cenário sáfaro

e nessa hora H:
água-marinha
azulzinha
azul piscina
minha torpe sina
– cinza-sozinha –
é aleg(o)ria
turquesa-hope

em Escritoras Suicidas
ed. 5 | abril/2006

Read Full Post »

rouge

se o poema
assalta o cinza
de surpresa

a cor [neutra]
explode em outra
à queima-roupa

vermelho-feel-me
abala
na crime scene

em Escritoras Suicidas
ed. 5 | abril/2006

Read Full Post »

blue note

ouço um blues
e busco
verdes dreams
no lusco-fusco

: qualquer mint
que se aproxime
ao [gradiente]
relva-fresca-tua-iris

atrás das lentes
lembro:
era eu
no espelho green

ante a mim
and so mines
: your eyes

[olhos tão meus
just once]

        note: a noite tem a nuance do teu nome
        escorrendo pela face

em Escritoras Suicidas
ed. 5 | abril/2006

Read Full Post »

Older Posts »