Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘poesia’ Category

justa causa

lavo
passo
cozinho
faxino

trabalho em troca
de uma boa prosa

fui demitida
por poesia
enganosa

valéria tarelho

Read Full Post »

livre para voar

 [“o céu de Ícaro tem mais poesia que o de Galileu”
                                                                        Herbert Vianna]

a Adriana Karnal


quanto mais penso
mais propensa fico
a cometer lapsos

então disperso

dispenso o caso pensado
preencho o poema
com passos errados

traçados em  labirinto
sobre linha tirolesa
um porre de letras bêbadas
invadindo o espaço

rindo alto
do abismo
ao salto

 

valéria tarelho

Read Full Post »

figuras

o teu amor é uma metáfora
que a minha metonímia usa
à Cazuza

Read Full Post »

cala-te boca

eu kahlo
ele callas
nós casados

[nem falo
mais nada]

 

valéria tarelho

Read Full Post »

insone

 

que poema
virá comigo
primaverar a noite
em explícito
?
valéria tarelho

Read Full Post »

 

rosa não
nem pássaro
mas ousei jardins
alcei voos

sua não
mas sei
seu rocio
e céu


valéria tarelho

* poema “provocado” após leitura deste abaixo, de Emily Dickinson

No Rose, yet felt myself a’bloom,
No Bird – yet rode in Ether –

Read Full Post »

resumo da ata

 

que o novo rompa
a casca do óbvio
e o poema gema às claras

o pio arcaico que canta de galo
não me leva no bico

valéria tarelho

Read Full Post »

Older Posts »